Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Meditar na Bíblia

Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a Tua Palavra. *Salmos 119:9

Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a Tua Palavra. *Salmos 119:9

Meditar na Bíblia

22
Dez06

Marcas de Amor

 Há alguns anos, num dia quente de verão, um menino decidiu ir nadar no lago que havia atrás de sua casa.
Na pressa de mergulhar na água fresca, foi correndo e deixando para trás os sapatos, as meias e a camisa. Correu para a água, e não se apercebeu que enquanto nadava para o meio do lago, um crocodilo estava deixando a margem para entrar na água.

Sua mãe, em casa, olhava pela janela enquanto os dois estavam cada vez mais perto um do outro. Aterrorizada, correu para o lago, gritando para seu filho o mais alto que conseguiu. O menino ao ouvir a sua voz alarmou-se e começou a nadar de volta à margem.

Mas era tarde. Assim que a alcançou, o crocodilo também o alcançou. A mãe agarrou o seu menino pelos braços enquanto o crocodilo agarrou o menino pelos pés. Travou-se uma luta incrível entre os dois. O crocodilo era muito mais forte do que a mãe, mas a mãe era por demais apaixonada pelo filho para deixá-lo ir.
Um trabalhador que passava por perto ouviu os gritos, pegou numa arma e atirou no crocodilo.

Após semanas e semanas no hospital, de uma forma impressionante, o menino conseguiu sobreviver. Os pés ficaram extremamente marcados pelo ataque do animal, e, nos seus braços, os riscos profundos das unhas da mãe que estiveram cravadas a tentar puxá-lo.

Um jornalista que entrevistou o menino após o trauma, perguntou-lhe se podia mostrar as suas cicatrizes. O menino levantou os pés. E então, com óbvio orgulho, disse ao repórter:
Mas olha os meus braços! Eu tenho estas cicatrizes enormes nos braços também. Foi porque a minha mãe não me deixou ir.

Podemos também, eu e tu, identificar-nos com este menino?
Nós também temos muitas cicatrizes. Não cicatrizes feitas por um crocodilo, ou qualquer coisa assim tão dramática.
Mas as cicatrizes de um passado doloroso. Algumas daquelas cicatrizes são feias e causam-nos profunda dor. Mas, algumas feridas, meu amigo, são porque DEUS se recusou a nos deixar ir.
E enquanto nós estávamos nos esforçando, Ele estava nos segurando. Se hoje o momento é difícil, talvez o que está te causando dor seja Deus cravando suas unhas em ti para não te deixar ir.

Lembra-te do crocodilo e também d’Aquele que mesmo em meio a tantas lutas nunca vai abandonar-te.
Deus certamente vai fazer o que for necessário para não te perder, ainda que para isso seja preciso deixar-te cicatrizes.


"a circular em e-mail"

20
Dez06

DÁ QUE PENSAR...

Tive de copiar este artigo para o meu blog mas quero deixar bem claro que não sou a autora.

O autor chama-se David e podem encontrar outros artigos dele em www.taniacml.blogspot.com.

Deliciem-se...está muito bonito e profundo!!!

Dá que pensar...

 

 

O meu aniversário - Uma carta de Jesus

 
Como bem sabem, estamo-nos a aproximar do meu aniversário. Todos os anos há uma celebração em minha honra e creio que este ano ela vai ser feita também. Durante esse tempo muita gente vai ao centro comercial comprar prendas, há publicidade da época na TV e na rádio e em todo o mundo as pessoas falam que o meu aniversário está aí a chegar.

É agradável saber que, pelo menos uma vez por ano, algumas pessoas pensam em mim. Como sabem, a celebração do meu aniversário começou há muitos anos atrás. No princípio, as pessoas pareceram compreender e ficar agradecidas por tudo o que eu fiz por elas, mas hoje em dia, ninguém parece saber a razão desta celebração. A família e os amigos juntam-se e divertem-se muito, mas não sabem o porquê de o fazerem. Lembro-me no ano passado, houve uma grande festa em minha honra. A mesa de jantar estava cheia de comida deliciosa, doces, aperitivos e chocolates. Havia belas decorações e presentes lindamente embrulhados. Mas querem saber de uma coisa? Não fui convidado. Devia ser o convidado de honra mas eles não se lembraram de me convidar.

A festa era para mim, mas quando o grande dia chegou, deixaram-me lá fora, fecharam-me a porta na cara... e eu queria estar com eles e partilhar aquela mesa. Na verdade, não fiquei surpreendido porque nos últimos anos tem sido sempre assim. Fecham-me sempre a porta. Mas eu vejo-os na mesma. Estão todos a mesa e bebem. Alguns até bebem demais e contam anedotas. Riem-se de tudo. Estavam mesmo a divertir-se. No fim da festa, um homem gordo e grande vestido de vermelho e de barba branca entrou no quarto a gritar "Ho Ho Ho"! Também parecia bêbado. Sentou-se no sofá e as crianças correram para ele. Gritavam "Pai Natal, Pai Natal" como se a festa fosse em honra dele!

Á meia-noite, toda a gente se abraçou. Estendi os braços à espera que alguém me abraçasse mas sabem que mais? Ninguém veio ter comigo. De repente, começaram a trocar presentes. Abriram-nos um a um com grande expectativa. Quando estavam todos abertos, olhei para tentar perceber se, por acaso, havia um para mim. O que é que sentiria se fosse o seu aniversário e todos recebessem presentes menos o aniversariante? Então percebi que não era desejado naquela festa.

Cada ano a situação piora. Todos se lembram das festas, das prendas, da comida e da bebida, mas ninguém se lembra de mim. Gostava que neste Natal me deixasses entrar na tua vida. Gostava que reconhecesses o facto que há mais de 2000 anos atrás vim a este mundo para dar a minha vida na cruz por ti, para te salvar. Hoje, só quero que acredites nisso com todo o teu coração. Quero partilhar algo contigo. Como ninguém me convidou para as suas festas, eu vou fazer a minha própria festa. Uma celebração grandiosa como nunca ninguém imaginou. Já estou nos últimos preparativos.

Envio convites para toda a gente, incluindo tu. Quero saber se queres estar presente e vou-te guardar um lugar e escrever o teu nome no meu livro de convidados com letras douradas. Só os que estão no livro de convidados podem entrar na festa. Os que recusarem o convite, vão ficar do lado de fora. Prepara-te para a minha festa.

Até breve. Amo-te!
 

O teu amigo Jesus
19
Dez06

A ORAÇÃO DO JUSTO TEM PODER

Neste momento há tantas pessoas a orar pela minha pequenina que eu creio que o Senhor vai operar.

Precisava desta vez de pedir a todos quantos lerem este artigo que nos coloquem, a mim e á minha familía nas suas orações.

Estamos a passar um período de grandes decisões na nossa vida, decisões que podem determinar o que se passará nos anos seguintes.

Realmente precisamos da orientação de Deus neste momento.

Obrigado.

Deus vos abençoe.

14
Dez06

Sonda-me, Usa-me - Aline Barros

A primeira vez que ouvi esta música foi no aniversário da minha Igreja.

A minha cunhada e uma outra irmã fizeram um dueto e nos abençoaram com esta linda canção de amor ao Senhor.

Desde a primeira palavra, eu senti algo dentro de mim...ela dizia exactamente aquilo que eu sentia naquele momento.

Aqui fica a letra para que também outros possam ser abençoados.

Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado" (sl. 51:17)

Sonda-me, Senhor, e me conhece, quebranta o meu coração
Transforma-me conforme a tua palavra,
E enche-me até que em mim se ache só a Ti
Então, usa-me, Senhor, usa-me


Como um farol que brilha à noite
Como ponte sobre as águas
Como abrigo no deserto
Como flecha que acerta o alvo
Eu quero ser usado, da maneira que te agrade
Em qualquer hora e em qualquer lugar, eis aqui a minha vida
Usa-me, Senhor, usa-me,

Sonda-me, quebranta-me
Transforma-me, enche-me, e usa-me, Senhor.

13
Dez06

Realidade...

Bem...

Pensei um pouco antes de escrever este artigo.

Pensei se seria prejudicial para mim expôr um pouco mais das situções que tenho passado...cheguei á conclusão que não.

Seria até edificante (penso eu!!!) para quem ler e glorificaria o Nome de Jesus.

Li no blog da Paulinha ( www.umjardimfechado.blogspot.com) um excerto do livro do David Wilkerson "A Cruz e o Punhal".

Aquele excerto mexeu comigo...com as minhas lembranças...com as feridas que foram saradas...com as que ainda não foram...e por ai fora.

Por volta dos meus 15/16 anos conheci Jesus, comecei a frequentar a igreja mas devido a situções diversas algum tempo depois desviei-me.

Quando me desviei comecei a beber, tornei-me quase uma alcoólica convicta, começava de manhã e acaba á noite.

Meti-me nas drogas, eram chamadas drogas "leves" mas não deixavam de ser drogas.

Cada vez fumava mais, comia menos e o peso desaparecia.

Um dia soube que tinha anorexia nervosa...não definhei totalmente, não morri...

Aos 18 anos era uma sombra...alguém que vagueava sem direcção ou sentido de vida.

Um dia tive um sonho...

Entrei numa sala escura...não tinha ninguém...

Uma luz se acendeu e eu pude ver uma mesa com um caixão em cima e quatro castiçais de pé grande á sua volta.

Alguém tinha falecido...mas estava só...

Não havia ninguém a despedir-se daquela pessoa...

Comecei a andar á volta e a pensar como teria sido a vida de quem estava ali...

Coisas como "Deve ter tido uma vida triste, pra ninguém querer estar aqui" ou "Não devia ter sido uma pessoa como deve de ser, ninguém quer saber dela" passaram pela minha cabeça entre outras.

Quis ver quem era...destapei o seu rosto e ...era eu!!!

Acordei histérica e aos gritos a dizer que não queria morrer.

A minha avó veio a correr na tentativa de me acalmar.

Eu não conseguia respirar...estava em pânico.

A minha avó abraçou-me e disse :"Calma filha, tu não vais morrer."

Mas eu respondi :"Oh avó tu não percebes, pois não?! Sem Deus eu já estou morta!!!"

Ela levou-me para a cama e deitou-se comigo.

Eu só lhe dizia que tinha de pedir perdão a Deus por aqueles dois anos de afstamento.

Ela, na sua boa vontade e ignorância espiritual disse-me que Deus me perdoava de qualquer maneira e que por isso eu devia pedir perdão no dia a seguir porque aquela hora já era muito tarde.

Mas eu não podia esperar mais, dei um salto da cama e estive 4 horas pedindo perdão a Deus  daqueles dois anos de inferno.

No dia a seguir voltei a frequentar os cultos, dias depois fui batizada no Espírito Santo e comecei a falar novas linguas

Hoje...5 anos e muitas lutas depois estou aqui para dizer que Deus apesar de todas as burradas que fiz antes de O conhecer, depois de O conhecer e possivelmente ainda farei nunca me deixou de amar, de proteger mas também nunca deixou de ser Justo e de me corrigir.

Deus é maravilhoso e é por isso que eu O amo, ainda que de uma maneira imperfeita.

A todos que passaram a conhecer um pouquinho mais da minha história:

Obrigado pelo tempo desponibilizado e Deus vos abençoe.