Meditar na Bíblia

Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a Tua Palavra. *Salmos 119:9

Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Ano da Restituição

No dia 31 de Dezembro de 2007 o meu querido Pr. Carlos Abílio profetizou que 2008 seria o ano da restituição.

Sinceramente com tudo o que me aconteceu (e eu fiz acontecer!) não pensei que as coisas fossem tomar o rumo que tomaram mas deixem-me abrir o meu coração.

Em Fevereiro deste ano fiz uma das minhas maiores burradas de 2008.

Passei-me da marmita e de certa maneira dei um "chuto na bunda" cheio de ingratidão em pessoas que me amam, julgando eu estar a fazer a coisa certa...

Enfim... continuando...

De repente a minha vda começou a correr bem (?) e como por magia as lutas desapareceram.

Eu andava no paraíso...tinham-se acabado os problemas e supostamente tudo andava calmo e sereno porque então era agora que estava a fazer a vontade de Deus.

Se eu soubesse o que sei hoje!!!

Estive 7 meses fora da minha igreja...andei em outra que supostamente era a certa...

Adiante...

Aprendi da pior maneira que o diabo se transforma mesmo em anjo de luz.

Aos poucos o que parecia cor-de-rosa começou a ficar negro á medida que as máscaras das pessoas caíam e o que estava oculto se revelava.

Que dizer???

Chorei...arrependi-me...pedi direcção a Deus e em Setembro lá voltei com o rabinho entre as pernas para o colinho dos meus pastores.

Desta vez vinha mesmo de rastos...

Pensei que eles me fossem dar na cabeça (e com toda a razão) e já me estava a ver a ser tratada como uma "leprosa" pelas pessoas que tantas vezes me viram a entrar e sair daquele lugar.

Não foi nada disso que aconteceu.

Nunca imaginei que fosse ser recebida como fui.

Não esperava a alegria que vi nas pessoas quando entrei pela porta da igreja naquele culto de domingo á noite.

Não pensei que os meus pastores me fossem receber com tanto amor, carinho e compaixão.

Foram verdadeiros pastores para mim.

Curioso...tantas vezes fiz porcaria...mas sempre que me sentia mal e com falta de segurança era para o colo deles que corria.

Sabia que neles eu ia encontrar o amor de Jesus e que eles seriam instrumentos de Deus para a minha restauração.

Entretanto o diabo apontou os canhões para cima da minha cabeça, claro, mas o estado em que eu tinha retornado era tão mau que desta vez eu bebia a Palavra de Deus e os conselhos dos meus pastores como uma esponja.

Comcecei a buscar Deus como nunca antes o tinha feito.

Aproveitei o facto de estar desempregada para começar a disciplinar-me em certas coisas mas principalmente na minha vida devocional.

Bem...Deus começou a honrar-me, ainda que eu tenha apenas começado com um pequeno esforço mas Ele viu a minha motivação, o meu coração.

Comecei por ser convidada pela minha pastora para ajudar em pequenas tarefas na realização da conferência missionária.

Ninguém viu o que eu fiz mas desta vez não fez mal.

Eu já não corria atrás do protagonismo, a minha pastora  pediu e eu fiz tudo não para ela mas para o Senhor.

Pela primeira vez na minha vida fiz algo destinado apenas para os olhos do meu Deus, sem me importar com o resto.

Bem...o que deveria ser pequenino, Deus multiplicou o meu trabalho e ele tomou proporçoões muito maiores do que eu tinha planejado.

Passado um tempo recebi outro convite da minha pastora, ela perguntou-me se eu queria dançar na conferência.

Aqui o meu queixo caiu e tive medo.

O meu primeiro pensamento foi: "Eu não sou capaz!!!"

De seguida pensei: "Mas eu nunca dancei para Deus...não sei qual é a diferença de dançar uma coreografia e dançar para Deus."

A verdade é que eu tinha a noção que seria algo completamente novo para mim e eu queria fazer a coisa certa para o Senhor.

Nunca eu poderia imaginar o que a aceitação deste desafio iria mudar a minha intimidade com Deus.

Empenhei-me ao máximo em tudo o que dizia respeito á conferência e no ensaio geral recebi um telefonema do meu marido com uma noticia tremenda.

Eu nem queria acreditar...um problema com 3 anos e o qual (eu confesso) já ter perdido a esperança de resolver tinha-se resolvido assim...puff...do nada.

Coincidência??? Não me parece.

A Conferência Missionária chegou e mudou a minha vida para sempre...depois desse acontecimento eu nunca mais fui a mesma.

A minha família, o meu casamento, a minha visão de cristianismo, as minhas aspirações na obra...tudo foi transformado e restaurado pelo Senhor.

Desde Setembro que Deus não tem parado de restituir as coisas que o diabo me roubou.

Nunca imaginei tanta restituição em tão pouco tempo.

Ainda que tenha sido doloroso passar por tudo o que passei penso que foi mais que necessário que assim acontecesse.

Eu que tive tanto medo de dançar agora dou por mim a deslizar suavemente na minha intimidade com Deus.

Passinho para aqui...passinho para ali e sabe tão bem dançar para o meu Pai nos nossos encontros...

As coisas estão a correr tão bem para mim que eu e o meu marido já estamos a pensar em encomendar um mano ou uma mana para a Madalena.

Haveria muito mais para contar mas acho que agora não tenho mais tempo...as tarefas de casa chamam-me...

Bem...deixo-vos aqui um video que eu fiz sobre...mim!!! LOL

Espero que gostem.

Deus vos abençoe

 

 

 

Meditado por: Tânia Palmeiro às 10:20

1 Meditação Alheia:

Uauuuuuuuuuuuuu!!!Aleluiaaaaaaa!!
Que lindo post e que maravilha de vídeo!
Que família tremenda!!!!
Glórias sejam dadas para sempre ao Cordeiro Santo de Deus!!
Das nossas escolhas depende mesmo nosso futuro!!!
O que Deus gosta é mesmo deste tipo de testemunho, de entrega total, absoluta e irrestrita. Isto ensina outros a se deciderem por JESUS!! Só Ele tem este poder. A alianca com o Pai é o que nos dá estas vitórias, basta deixarmos Ele entrar no nosso coracao!!!
Eu te amo Tania, no amor de JESuS!!!!
Beijos na linda Madalena! No papai, na vovó, nos amigos, na igreja!
marlenemaravilha a 17 de Dezembro de 2008 às 10:53

Quem procura, encontra...

 

Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
23
24
25
26
28
29
30
31

Meditações Alheias recentes

Meditações mais comentadas

Baú de Meditações

Versículo do Dia