Meditar na Bíblia

Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a Tua Palavra. *Salmos 119:9

Segunda-feira, 06 de Agosto de 2007

Lembranças dolorosas levam a actos de cobardia

Estou a passar uma fase um pouco complicada na minha caminhada por este mundo.

Sou confrontada com o verdadeiro eu e por vezes não estou a gostar do que vejo.

No entanto dou graças a Deus porque sei que este confronto me vai levar mais além no meu relacionamento com Ele.

Cheguei á conclusão diante de Deus que sou cobarde...

Sou cobarde demais para me deixar amar por Ele pois a minha cabeça sabe que pode confiar Nele sem reservas mas o meu coração magoado ainda se fecha.

Transporto para Deus vezes sem conta os meus medos, as minhas mágoas, as minhas frustrações.

Ajo com Aquele que tudo sabe da mesma maneira que ajo para com as pessoas. 

Disse a Deus que queria deixar de ser cobarde...quero deixar que Ele me tome por completo.

Pedi-Lhe perdão pela minha cobardia, pedi-Lhe perdão por ainda não ter conseguido perdoar uma determinada pessoa que me causou um ferida que está a custar para cicatrizar.

Sou tão imperfeita, tantas vezes dou valor ao que nada tem de valor, debruço-me sobre coisas que não valem a pena.

Num culto de Sexta-feira ouvi uma ilustração sobre a forma como Deus nos quer curar.

As nossas mágoas são como acne, aquela ponta branca feia e desagradável precisa sair para que depois a borbulha baixe e cicatrize.

No entanto todos sabemos como esse processo é doloroso, a pele quando apertada doi pois é expelido algo que vem de dentro.

Encontrei no Salmo 37 a medicação para este problema:

- Confia no Senhor...(v.3)

- Deleita-te no Senhor...(v.4)

- Entrega... ao Senhor...(v.5)

- Descansa no Senhor...(v.7)

- Espera no Senhor...(v.34)

 

Deus vos abençoe.

Meditado por: Tânia Palmeiro às 13:23

1 Meditação Alheia:

A fé consegue ver o que a razão não consegue compreender. O salmista disse: O Senhor é a minha rocha, e o meu lugar forte, e o meu libertador; o meu eus a minha fortaleza, em quem confio" Slm 18:2
Deus recompensa a nossa paciência, ainda que as circustâncias da vida não sejam como gostarias que fosse, Ele não permite que nada venha à tua vida que não possas suportar, sabes porquê?, Ele está consigo. Deus te abençoe.
Davide
httt://oficinadasletras.blogspot.com
a 7 de Agosto de 2007 às 00:48

Quem procura, encontra...

 

Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

Meditações Alheias recentes

Meditações mais comentadas

Baú de Meditações

Versículo do Dia